Billy Idol

Cantor rock inglês, nascido William Broad, em Middlesex, a 30 de novembro de 1955. Em 1976, deixou a Universidade de Sussex e ingressou na banda punk Bromley Contingent. Pouco depois, deixou o grupo e decidiu formar um novo projeto com Tony James, intitulado Generation X. A banda atingiu um sucesso moderado numa época, final da década de 70, em que o punk dominava, muito particularmente em Inglaterra.
O grupo dissolveu-se em 1981 e Idol mudou-se para Nova Iorque, onde conheceu o produtor Bill Aucoin (que já tinha trabalhado com bandas como os Kiss). A influência do produtor no músico tornou a sonoridade deste último mais acessível ao público tradicional do rock.
Em 1982, o cantor estreou-se a solo com o álbum Billy Idol, um trabalho muito bem sucedido que permaneceu dois anos nas tabelas de discos mais vendidos, muito à custa dos telediscos "White Wedding" e "Hot in the City". No entanto, o melhor ainda estava para vir, com Rebel Yell, um ano depois, que venderia dois milhões de cópias, valendo-lhe hits como "Eyes Without a Face" e "Rebel Yell".
Em 1986, seguiu-se Whiplash Smile e, quatro anos depois, Charmed Life.
Em 1993, Billy Idol voltou com Cyberpunk, um disco muito arrojado com bastantes influências tecno a somar ao seu punk-rock tradicional, mas que, em termos comerciais, se revelou o seu maior fracasso.
Após um hiato de quase 10 anos, Billy Idol reapareceu em 2002 na sua melhor forma, num concerto acústico para um canal televisivo, VH-1. O álbum resultante deste concerto, (VH-1 Storytellers) onde Idol revisita todos os seus grandes êxitos, revelou-se um enorme sucesso de vendas.
Como referenciar: Billy Idol in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-02-23 02:15:15]. Disponível na Internet: