Billy Joel

Cantor norte-americano, nasceu a 9 de maio de 1949, em Hicksville, nos arredores de Long Island. Como muitas outras crianças, aprendeu a tocar piano durante a infância, mas à medida que foi crescendo tornou-se num jovem rebelde, juntando-se a gangs de rua, e dedicando-se ao pugilismo. Foi depois de ver uma atuação dos Beatles no "Ed Sullivan Show", em 1964, que Joel decidiu dedicar-se à música a tempo inteiro, pelo que se juntou à banda The Echoes e deixou o liceu.
Após duas mudanças de nome, primeiro para The Emeralds e depois para Lost Souls, o grupo optou definitivamente pela última hipótese. Joel tocou com os Lost Souls durante dois anos, para se juntar depois aos Hassles, uma banda de rock & roll de Long Island, que se desmantelou dois anos mais tarde, em 1969. Joel e o baterista dos Hassles, Jon Small, formaram então um duo de órgão e bateria, chamado Attila, que durou apenas um ano. Após o fracasso do projeto Attila, Joel foi crítico de rock na revista "Changes". No entanto, entrou em depressão e chegou mesmo a tentar o suicídio, tomando depois a iniciativa de se internar numa clínica onde recebeu tratamento psiquiátrico para a depressão. De regresso à música, em 1971, Joel assinou um contrato vitalício com a editora Family Productions. No entanto, na altura, o músico desconhecia a duração do contrato e só mais tarde descobriu que espécie de contrato tinha assinado. Nesse ano, foi editado o álbum Cold Spring Harbor, que marcou a sua estreia a solo, e que serviu de mote a uma digressão, que apesar de ter sido alvo de comentários positivos, não satisfez as exigências do músico, que continuava insatisfeito com a sua presença em palco.
Em 1972, Joel mudou-se para Los Angeles e, durante cerca de um ano, foi pianista sob o pseudónimo de Bill Martin. Foi quando as rádios começaram a tocar uma versão ao vivo do tema "Captain Jack" que as editoras se mostraram interessadas no trabalho de Joel. A Columbia viu-se na disposição de pagar 25 cêntimos de dólar por cada álbum do músico vendido, à sua antiga editora, e de colocar na capa de todos os seus discos o logótipo da Family Records. A carreira de Billy Joel começou então a florescer e os álbuns sucederam-se: Piano Man, em 1973, Streetlife Serenade, em 1974 e Turnstiles, em 1976, sendo que todos passaram pelas tabelas de vendas norte-americanas. Em 1977, edita The Stranger, que o catapulta para a fama e lhe valeu um Grammy para "Disco do Ano" e outro para "Canção do Ano", com o tema "Just The Way You Are". Seguiram-se 52nd Street (1978) e Glass Houses (1980), que foi número um nos Estados Unidos durante seis semanas. Em 1982 foi editado The Nylon Curtain, ao qual sucedeu, no ano seguinte, An Innocent Man, que incluiu o grande êxito "Uptown Girl". Em 1985, Joel voltou a casar, desta feita com Christie Brinkley, uma presença habitual nos telediscos do músico, e de quem se divorciou cerca de 10 anos depois. Em 1987, regressou com novo álbum de originais, intitulado The Bridge, que foi sucedido por Storm Front (1989) e River of Dreams (1993).
Em 1991, Billy Joel recebeu o prémio "Grammy Living Legend" atribuído pela "Academy of Recording Arts and Sciences". Em 1999, Billy Joel atuou no concerto de fim de ano realizado em Times Square, que deu origem ao álbum 2000 Years: The Millenium Concert.
Como referenciar: Billy Joel in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 20:49:16]. Disponível na Internet: