Black Sabbath

Banda inglesa, os Black Sabbath formaram-se em Birmingham, Inglaterra, em 1967 (inicialmente como Pulka Tulk e depois Earth), e eram parte constituinte da tríade britânica, juntamente com os Deep Purple e Led Zeppelin.

Os Black Sabbath ajudaram a criar o heavy metal com o seu som inconfundível e a sua imagem característica. O grupo acolheu o som do final dos anos 60, dos Cream, dos Blue Cheer e dos Vanilla Fudge, abrandando o ritmo, acentuando os graves do baixo e dando ênfase aos solos de guitarra e expressões vocais angustiantes e macabras.
A banda começou por chamar-se Polka Tulk, sendo renomeada mais tarde. Contudo, o nome Earth era vulgarmente confundido com outro projeto musical, pelo que o quarteto decidiu batizar o projeto com o nome de uma música do baixista Butler, inspirado num livro de Dennis Wheatley, Black Sabbath.

A primeira gravação data de 1969, na Phillips Records, com o single "Evil Woman (Don't Play Your Games With Me)", uma versão de um tema dos Crow. O single não teve êxito e o álbum surgiu pouco tempo depois. Black Sabbath atingiu o top 10 no Reino Unido. Ainda assim, as vendas foram mais discretas nos EUA, onde o disco foi editado no ano seguinte.

O sucesso não demorou muito a aparecer. Ainda em 1970, os Black Sabbath gravam Paranoid, atingindo o número um nas ilhas britânicas. Lançado um pouco mais tarde no mercado americano, o disco consegue manter-se nos tops durante todo o ano de 1971 e torna-se no registo comercial mais bem-sucedido do grupo, ascendendo a mais de quatro milhões de cópias vendidas.

O terceiro disco, Master of Reality, chega em agosto de 1971 e vende mais de um milhão de cópias, figurando em lugares de destaque nos tops britânico e americano. O seguinte, Black Sabbath Vol. 4 (1972), conseguiu marcas semelhantes. Para o álbum Sabbath Bloody Sabbath (1973), a banda recrutou o teclista dos Yes, Rick Wakeman, marcando uma ligeira diferença de estilo, e novamente consegue um êxito comercial assinalável.

A partir daqui a banda passa a viver em constante instabilidade. Ainda no decorrer do ano de 1973, começaram uma série de problemas judiciais com managers, questões que impediram a banda de se concentrar no trabalho de estúdio. Assim, só em 1975 editam Sabotage. Apesar da boa receção ao disco no Reino Unido, a crítica não os aceita tão bem nos EUA e as vendas do disco ressentem-se disso.

A compilação We Sold Our Soul For Rock 'N' Roll (1975) atinge o milhão de cópias. Por esta altura, surgiram as primeiras divisões no seio da banda, nomeadamente a propósito da reorientação do estilo, desejada pelo guitarrista Iommi. O registo Technical Ecstasy (1976) adotou algumas das mudanças desejadas por Iommi e conseguiu vendas bastante razoáveis. Na sequência da mudança de estilo, Ozzy Osbourne deixa a banda em novembro de 1977. Regressou no ano seguinte e gravam Never Say Die!, registando vendas modestas.

Ozzy deixa definitivamente o grupo e parte para uma carreira a solo, sendo substituído por Ronnie James Dio. Com este vocalista gravaram Heaven and Hell (1980), recuperando algum do sucesso que tiveram no passado, especialmente graças aos singles "Neon Knights" e "Die Young". A partir daqui a banda entra num corrupio constante de mudança dos seus membros, em torno do guitarrista Iommi, o único que se manteve sempre no grupo. Alguns sucessos relativos pelo meio e várias mudanças de formação da banda: o momento mais polémico destas variações aconteceu em 1983, quando a banda recrutou o vocalista dos rivais Deep Purple, Ian Gillan, e com ele gravou o álbum Born Again. Gillian regressou aos Deep Purple no ano seguinte.

Ozzy Osbourne teve então uma fugaz reaparição como vocalista da banda, por altura da atuação do grupo no Live Aid, em 1985. Alguns discos e várias formações depois, surgiu Dehumanizer (1992), onde constavam os elementos do alinhamento do grupo em 1979. Ainda nesse ano, Ozzy é convidado a juntar-se de novo à banda, num concerto que foi anunciado como a última aparição do vocalista nos Black Sabbath. Surgiram rumores de que Ozzy se juntaria à banda mas isso não se confirmou.

O alinhamento da banda voltou a sofrer diversas mudanças e, em meados da década de 90, parecia que a fórmula dos Sabbath estava comercialmente esgotada. Contudo, os quatro elementos originais da banda voltam a juntar-se para uma digressão ao vivo, registada no disco Reunion (1997). O disco não teve o mesmo sucesso da digressão mas deu à banda o primeiro grammy da sua carreira, na categoria de heavy metal. A banda manteve-se em tournée até ao final de 1999.

Voltaram a juntar-se para a sexta edição do festival rock organizado por Ozzy, o Ozzfest, em fevereiro de 2001. Além disso, foi também anunciada a intenção da banda de voltar ao estúdio e gravar um novo álbum de originais, que seria o primeiro, com esta formação, desde 1978. Mas a ideia não venceu, as sessões de estúdio não vingaram e o trabalho não foi concluído.

Para os verdadeiros fãs dos melhores anos dos Black Sabbath foi editada, já em 2004, uma compilação de luxo com a obra integral da banda, na sua formação original, de 1970 a 1978, com o título Black Box: The Complete Original Black Sabbath 1970-1978.


Como referenciar: Black Sabbath in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-19 02:39:44]. Disponível na Internet: