Artigos de apoio

Bonnie e Clyde
Filme de gangsters norte-americano realizado em 1967 por Arthur Penn e protagonizado por Warren Beatty, Faye Dunaway, Michael J. Pollard, Gene Hackman e Estelle Parsons. Com argumento original de David Newman e Robert Benton, Bonnie and Clyde retrata a vida dos famosos gangsters americanos dos anos 30 Bonnie Parker (interpretada por Faye Dunaway) e Clyde Barrow (Warren Beatty). Contudo, o filme ficciona de uma forma muito livre a sua história, romantizando e dando um cunho atraente ao casal de criminosos.
Dupla indomável, Bonnie e Clyde embarcam numa espiral de roubos, mortes e fugas, amando-se pelo caminho e esquecendo o risco que o seu modo de vida comporta. Apesar do início do seu périplo parecer divertido, a escalada de crimes vai conduzi-los a um beco sem saída, encurralados no cerco final. O argumento mostra os protagonistas como um casal simpático e charmoso, como fugitivos românticos, apesar do rasto de sangue que deixam como consequência do seu bárbaro comportamento.
O registo do filme combina a comédia, o terror, o romance e uma violência feroz. Produzido pela Warner Bros - estúdio responsável pelos famosos filmes de gangsters dos anos 30 -, Bonnie e Clyde redefiniu o género e revolucionou em definitivo a forma como a violência foi dada a ver no ecrã. Incorporou mesmo algum experimentalismo associado à Nova Vaga francesa, dispondo uma grande variedade de tons (do sério ao cómico) e subgéneros ("road-movie", comédia, história trágico-romântica, etc.).
O filme acabou por ser um grande sucesso popular e comercial, mas inicialmente gerou grande controvérsia e foi criticado pela sua violência gráfica (especialmente o final), por glamorizar a dupla de criminosos e por misturar assassínios com humor. Warren Beatty e Faye Dunaway são a ótimos a criar o carácter sedutor do casal. Beatty, que foi também produtor do filme, ganhou aqui muito prestígio e a estreante Faye Dunaway transformou-se numa estrela.
A influência do filme foi enorme, desde logo no final dos anos 60 em que a juventude organizava movimentações de protesto contra a Guerra do Vietname, a corrupção social e o papel do Governo norte-americano. Também o cinema moderno herdou muito de Bonnie e Clyde - veja-se o ultraviolento filme de Oliver Stone Natural Born Killers (Assassinos Natos, 1994).
Entre diversos outros prémios, venceu dois Óscares: Melhor Atriz Secundária (Estelle Parsons) e Melhor Fotografia. Obteve oito outras nomeações para os prémios de Hollywood: Melhor Filme, Realizador, Argumento, Ator Principal (Warren Beatty), Atriz Principal (Faye Dunaway), Ator Secundário (Michael J. Pollard e Gene Hackman) e Guarda-roupa.
Como referenciar: Bonnie e Clyde in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-07-24 14:10:17]. Disponível na Internet: