Bourvil

Ator francês que gozou de grande popularidade na Europa durante os anos 50 e 60, devido ao género de comédia inovadora que implementou. Nasceu na pequena aldeia de Petrot-Vicquemare a 27 de julho de 1917 e foi batizado com o nome de André Raimbourg. Proveniente duma família bastante humilde, aos 15 anos já trabalhava como padeiro. O seu talento para tocar harmónica e corneta levou-o a criar um grupo de música itinerante que ganhou sucesso entre as zonas rurais. O facto de André fazer improvisos cómicos, baseados em mímica e expressão corporal, levou a que os agentes da época reconhecessem o seu potencial. Assim, escolheu o nome artístico de Bourvil (por sugestão do seu ídolo, o cómico Fernandel) e estreou-se no cinema, protagonizando fitas cómicas onde aparecia quase invariavelmente vestindo a personagem de campónio ingénuo e algo retardado. O seu maior êxito foi La Traversée de Paris (1956), de Claude Autant-Lara. Nos anos 60, juntou-se a Louis de Funès para criar uma das mais impagáveis duplas cómicas da história do cinema, como aconteceu em La Grande Vadrouille (1966). Apareceu também em produções de Hollywood como The Longest Day (O Dia Mais Longo, 1962), The Dirty Game (1965) e Monte Carlo or Bust (1969), ao lado de Tony Curtis. A morte surpreendeu-o a 23 de setembro de 1970, quando estava no auge da sua carreira.
Como referenciar: Bourvil in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-22 03:12:21]. Disponível na Internet: