Boyzone

Desde a sua formação, em finais de 1993, os Boyzone, boy band irlandesa, venderam mais de 10 milhões de discos e esgotaram digressões em todo o mundo, seguindo a tradição de outros grupos irlandeses como os U2 ou os Cranberries.
A história do grupo está ligada ao empresário musical Louis Walsh, que colocou um anúncio no jornal para audições no sentido de formar uma boy band. Após cerca de 300 audições, os membros foram escolhidos: Ronan Keating (n. 1976-03-03), Mikey Graham (n. 1972-08-15), Stephen Gately (n. 1976-03-17), Shane Lynch (n. 1976-07-03) e Keith Duffy (n. 1974-10-01).
Os primeiros singles do grupo foram versões de êxitos dos anos 70. A estreia fez-se com uma versão de "Working My Way Back To You" dos Detroit Spinners e foi apenas lançada na Irlanda, atingindo o terceiro lugar das tabelas de vendas irlandesas, apesar da crítica desfavorável que augurava uma vida breve ao grupo. O segundo single, uma versão de "Love Me For A Reason" (1994) dos Osmonds, chegou ao número 2. Logo de seguida venceram o prémio Smash Hits para Melhor Novo Grupo. Pouco tempo antes do lançamento do álbum de estreia, Said And Done (1995), contrataram Ray Hedges (que trabalhava com os Take That) para escrever canções originais. Os primeiros singles originais retirados do álbum, "Key To My Life" e "So Good", tiveram um enorme sucesso, alcançando o terceiro lugar dos tops. Este primeiro longa-duração incluiu ainda a versão de "Father & Son" (original de Cat Stevens).
Em 1996, surgiu A Different Beat, o segundo álbum dos Boyzone, que originou os singles "A Different Beat", "Isn't It a Wonder" e aquele que, em dezembro do mesmo ano, conseguiu para o grupo o primeiro número um das tabelas britâncias: "Words", original dos Bee Gees.
Where We Belong (1998), o terceiro trabalho do grupo, constituiu um importante passo evolutivo do grupo, pois foi em grande parte composto pelos próprios Boyzone. Deste trabalho foram extraídos os singles "Baby Can I Hold You Tonight" (original de Tracy Chapman), "All That I Need", "No Matter What" (1998), fez parte da banda sonora de Notting Hill (1999), e "Picture Of You", galardoado com o prestigiante prémio Ivor Novello e canção principal da banda sonora do filme Bean (1997).
Em março de 1999, os Boyzone lançaram uma versão do tema "When the Going Gets Tough" de Billy Ocean, cujos lucros reverteram para a Comic Relief, uma organização britânica dedicada a combater a pobreza e a promover a justiça social no Reino Unido e em África. O single "You Needed Me" foi lançado em maio do mesmo ano e antecedeu a edição da coletânea By Request - Greatest Hits.
A popularidade do grupo chegou a nomes tão famosos como Rowan Atkinson (Mr. Bean), George Michael, Bono (que os convidou para surgirem no videoclip de "Sweetest Thing" dos U2), os Bee Gees, Pavarotti e David Bowie.
Os Boyzone marcaram o seu nome na história da pop durante uma fase em que a música pop foi assolada por uma febre de boys-bands. Muitos milhões de discos depois, os elementos da banda seguiram outros caminhos, esgotada a fórmula que tanto sucesso lhes granjeou. Ronan Keating, a voz principal dos Boyzone, iniciou carreira a solo em 1999 com o single "When You Say Nothing At All" (1999), que fez parte da banda sonora de Notting Hill (1999). Seguiu-se, em 2000, "Life Is a Rollercoaster" e o álbum de estreia, Ronan, do qual foi ainda extraído o single "The Way You Make Me Feel". Neste mesmo ano Stephen Gately e Mickey Graham seguiram-lhe o exemplo e editaram respetivamente o álbum New Beginning e o single "You're My Angel".
Como referenciar: Boyzone in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 18:53:01]. Disponível na Internet: