Brian Cox

Ator escocês, Brian Denis Cox nasceu a 1 de junho de 1946, em Dundee, descendente de emigrantes irlandeses à procura de trabalho na Escócia. Frequentou a escola de representação em Londres e trabalhou no teatro em peças como Romeo and Juliet, Othello, When We Dead Awaken e em muitas outras peças pelas quais foi considerado um excelente ator.
Fez a sua estreia na televisão, em 1968, em The Year of Sex Olympics, enquanto que a sua primeira grande aparição no cinema ocorreu em 1986, com a personagem do Dr. Hannibal Lecter, no filme Manhunter, de Michael Mann, uma adaptação ao cinema do livro de Thomas Harris e que antecedeu o filme-sucesso The Silence of the Lambs (O Silêncio dos Inocentes, 1991).
Apesar do avanço na sua carreira, Cox continuou a ser mais conhecido no meio televisivo do que na sétima arte. Contudo, a partir de 1995, começou a fazer uma carreira regular no cinema, quando surgiu no épico de Mel Gibson Braveheart (O Desafio do Guerreiro), no papel de Argyle Wallace, tio de William (Mel Gibson), e em Rob Roy, ao lado de Liam Neeson, Jessica Lange e John Hurt. Seguiram-se os filmes de ação Chain Reaction (Perseguição Diabólica, 1996); The Long Kiss Goodnight (A Profissional, 1996), com Geena Davis; e o thriller Kiss the Girls (Beijos que Matam, 1997), onde, contracenando com Morgan Freeman, desempenha o papel de chefe da polícia. Ainda em 1997, entrou em The Boxer (O Boxeur), de Jim Sheridan, com Daniel Day-Lewis, onde fez de chefe do IRA, e representou novamente o papel de um polícia em Desperate Measures (1998), ao lado de Michael Keaton e Andy Garcia. Seguiram-se Rushmore (Gostam Todos da Mesma, 1998), de Wes Anderson, The Minus Man (1999) e For Love of the Game (Por Amor, 1999), de Sam Raimi. Em 2001, obteve uma nomeação para Melhor Ator Secundário pelo Instituto de Filmes Americano devido ao seu notável desempenho de um pederasta no filme L.I.E., de Michael Cuesta. Continuou a trabalhar no cinema em papéis de maior visibilidade, como é o caso de The Rookie (2002); The Bourne Identity (Identidade Desconhecida, 2002), protagonizado por Matt Damon; no filme de terror The Ring (O Aviso, 2002); em Adaptation (Inadaptado, 2002), de Spike Jonze, ao lado de Nicolas Cage, Meryl Streep e Chris Cooper; em 25th Hour (A Última Hora, 2002), de Spike Lee, no papel de pai de Edward Norton; e na sequela X2 (2003), de Bryan Singer. No ano seguinte, co-protagonizou com Brad Pitt e Orlando Bloom o épico Troy (Troia), onde representa o papel de Agamemnon, entrando ainda no mesmo ano na sequela The Bourne Supremacy (Supremacia), novamente com Matt Damon.
Como referenciar: Brian Cox in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-15 03:06:29]. Disponível na Internet: