bridge

O bridge é um dos jogos de cartas mais praticado no mundo, tanto para divertimento como para competição, e senta à mesa quatro jogadores, que formam duplas. Para jogar bridge é necessário um baralho de 52 cartas, em que cada naipe de 13 tem um valor que está hierarquizado da seguinte maneira: espadas é o que vale mais, seguido de copas (os naipes ricos), ouros e paus (naipes pobres). As regras indicam o Ás como o mais valioso, seguido de Rei, Dama, Valete, 10 (cartas de honra), 9, progressivamente, até ao duque.
Os parceiros, sorteados entre os participantes, sentam-se frente a frente e são referenciados pelos pontos cardeais: norte e sul jogam contra este e oeste. O jogador que na escolha do par tirou a carta mais alta escolhe a sua posição e distribui o jogo, depois do seu parceiro ter baralhado as cartas.
Cada jogador deve colocar as cartas na mão por ordem de valor e separadas por cores para evitar confusões. O objetivo do jogo, que se movimenta no sentido do ponteiro dos relógios, é ganhar vazas, estando treze em disputa em cada rodada.
Um dos jogadores declara qual dos quatro naipes é trunfo, o que torna as cartas desse grupo mais valiosas, ou se não há trunfo, opção a tomar quando as cores estão muito distribuídas. O jogador à sua esquerda deita então a primeira carta e os outros, se possível, devem responder com cartas do mesmo naipe. Ganha a vaza quem jogar a carta mais alta ou um trunfo. O vencedor tem o direito a lançar a carta inicial da rodada seguinte e assim sucessivamente até à 13ª.
O bridge é um jogo de origem inglesa que descende da mistura de outros, essencialmente de um chamado triumph (triunfo), cuja designação, mais tarde, daria origem a trump. O trump surgiu no século XVI e acabou por dar origem ao whist, sobre o qual apareceram as primeiras referências em 1529. Este jogo tornou-se muito popular em meados do século XVIII na alta sociedade da Europa e dos Estados Unidos da América. Durante o século XIX diversas alterações aplicadas ao whist deram origem ao bridge. Foi por volta de 1890 que o whist se transformou em bridge whist. Este último, ainda na primeira década do século XX, passou a ser conhecido por bridge de leilão, onde um dos participantes se propõe a conquistar um número de vazas determinado previamente. A variante de acordo começou a desenvolver-se a partir de 1925-26, em Nova Iorque, e embora muito similar à de leilão tem algumas diferenças a nível de pontuação.
Ainda a partir da década de 30, uma forte campanha publicitária fez do bridge o jogo de cartas mais popular na Europa e Estados Unidos.
Em finais do século XX, havia mais de 100 milhões de jogadores de bridge em todo o Mundo. Em Portugal existem alguns apreciadores deste jogo, o que levou à criação de uma federação.
Como referenciar: bridge in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 21:29:11]. Disponível na Internet: