camada de ozono

A camada de ozono é uma região pertencente às camadas superiores da atmosfera, entre os 20 e os 30 km de altitude. O ozono, gás instável, encontra-se concentrado nesta zona, sendo possível encontrar concentrações até cerca de 10 ppm (partes por milhão).

Esta camada absorve uma parte importante da radiação ultravioleta que atinge a atmosfera da Terra e que é muito prejudicial a todas as formas de vida. A sua ausência causaria um aumento significativo do número de cancros de pele, entre outros efeitos nocivos.
O ozono, existente nesta camada, forma-se por ação da luz solar sobre o oxigénio diatómico e, simultaneamente, degrada-se por ação dos compostos azotados, num processo que decorreu inalterado durante milhões de anos e que se equilibrou de forma a manter o nível de ozono em torno de um valor médio.

No entanto, no final da década de 1970 foram detetadas diminuições significativas das concentrações de ozono, que se tornaram mais evidentes aquando da descoberta do buraco de ozono, sobre a Antártida, primeiro, e sobre o Ártico, depois.

Os clorofluorocarbonetos, grupo de compostos químicos também conhecidos por CFC, são os mais diretos responsáveis por este declínio.

Usados frequentemente como gases propulsores de aerossóis e em aparelhos de ar condicionado, os CFC, depois de libertos para a atmosfera, sobem e decompõem-se sob a ação da luz solar, sendo os radicais livres daí resultantes os responsáveis pela decomposição do ozono em oxigénio diatómico.

Devido ao papel protetor da camada de ozono, vários acordos internacionais foram já estabelecidos no sentido de diminuir a utilização de CFC. Esta substituição dos CFC por produtos químicos alternativos, embora necessária, apresenta algumas dificuldades do ponto de vista económico, visto que estes são mais dispendiosos, pelo que estão previstos incentivos aos países em vias de desenvolvimento.

A 16 de setembro, comemora-se o Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozono.

Como referenciar: camada de ozono in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-07 01:22:42]. Disponível na Internet: