camaleão

São vertebrados da classe dos répteis, da ordem dos escamosos e da Família dos Camaleonídeos, constituída por cerca de cem espécies.
O camaleão é um animal arborícola insetívoro. Possui cauda preênsil e língua viscosa e protráctil. Os seus olhos são independentes, esterescópicos, grandes e volumosos, são completamente cobertos por pálpebras escamosas, que na parte central deixam uma abertura orientada diretamente sobre a pupila. Os dois olhos movem-se independentemente um do outro girando até 180º, o que lhes permite, com um ver para a frente e com o outro ver para trás. Os camaleões necessitam de beber com frequência e são vorazes.
Os dedos funcionam como pinças ou tenazes que lhes permite deslocarem-se nos ramos dos arbustos. A generalidade dos camaleões está provida de apêndices epidérmicos, do tipo crostas, chifres ou espinhos. A maior parte das espécies de camaleões são ovíparas. As fêmeas, nos finais de outono escavam um buraco no solo ou numa árvore apodrecida, onde depositam entre vinte e quarenta ovos. Alguns camaleões da África do Sul, habitantes de zonas montanhosas são vivíparos.
A capacidade de o camaleão mudar de cor é uma das suas principais características.
A maior parte dos camaleões distribuem-se pelas zonas de bosques de África, incluindo Madagáscar.
A base de alimentação da generalidade dos camaleões é insetos, exceto as espécies africanas Chamaeleo melleri, que se alimenta de pequenas aves, e a espécie de Madagáscar, Chamaeleo orestalati, que se alimenta de pequenos mamíferos. O comprimento dos camaleões não ultrapassa os setenta centímetros.
Uma espécie, o camaleão-comum, (Chamaeleo chamaeleon) encontra-se nas costas da Europa mediterrânica, na península Arábica e Índia.
Como referenciar: camaleão in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-07 02:35:56]. Disponível na Internet: