Campanha Internacional para a Interdição das Minas Antipessoais (ICBL)

Organização não governamental que foi laureada com o Prémio Nobel da Paz em 1997. Foi fundada em 1992. Nessa altura reunia apenas seis associações: a Fundação de Veteranos da América no Vietname, a Handicap International (França e Bélgica), a Human Rights Watch Arms Project (EUA), a Medico International (Alemanha), o Grupo Consultor de Minas (Grã-Bretanha) e os Físicos pelos Direitos Humanos (EUA). Atualmente integra cerca de 900 organizações, de 60 países. A sua coordenadora de sempre é Jody Williams. É constituída por um Comité Coordenador de que fazem parte representantes das organizações membros.
Tem como objetivos a interdição internacional do uso de minas e o estabelecimento de programas de assistência às vítimas. O que levou ao processo de Otava (todo o trabalho de sensibilização mundial contra as minas realizado pelos membros do ICBL) e, consequentemente, à assinatura do Tratado de Interdição Total de Minas, rubricado por 121 governos em Otava, no Canadá, em 1997.
Como referenciar: Campanha Internacional para a Interdição das Minas Antipessoais (ICBL) in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-23 12:51:04]. Disponível na Internet: