Campanuláceas

Família de dicotiledóneas que se distribui por cerca de 65 géneros e cerca de 2200 espécies. São, em geral, plantas herbáceas vivazes e raramente lenhosas.
As Campanuláceas (Campanulaceae) crescem principalmente em zonas temperadas e subtropicais.
As folhas são simples, radicais ou alternas, por vezes lobadas e sem estípulas.
As flores são regulares, hermafroditas, muito raramente unissexuais. Cálice simssépalo, geralmente com cinco sépalas. Corola regular ou irregular simpétala, normalmente com cinco pétalas. Os estames, normalmente cinco, são livres ou sinantéricos e as antenas são introrsas. Os carpelos, dois a cinco, estão fundidos e encerram o ovário ínfero ou médio, multiovulado.
O fruto é uma cápsula, poricida ou loculicida, ou uma baga. Raramente é indeiscente. As sementes são muito numerosas e possuem albúmen.
As espécies de Campanuláceas são plantas produtoras de látex, possuindo tecidos laticíferos.
De interesse ornamental, são os géneros Adenophora, Asyneuma, Campanula, Canarina, entre outros.
Em Portugal continental, são espontâneas as espécies dos géneros Campanula, Legousia e Trachelium, na Madeira as espécies endémicas Musschia aurea e Musschia wollastonii e nos Açores é endémica a espécie Asyneuma vidalli.
Como referenciar: Campanuláceas in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-30 20:18:50]. Disponível na Internet: