Cândido Guerreiro

Escritor português nascido a 3 de dezembro de 1871, em Alte, no Algarve, e falecido a 11 de março de 1953, em Lisboa. Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, exerceu o cargo de notário em Loulé e em Faro e foi presidente da Câmara Municipal de Loulé. Abrangendo o final do século XIX e a primeira metade do século XX, a sua obra poética reflete várias tendências estéticas: o Parnasianismo, presente em Rosas desfolhadas e Pétalas (coletâneas de 1895 e 1897, respetivamente); o Simbolismo-Decadentismo dos Sonetos (1904; 2.ª ed., 1916), à mistura com influências de Antero de Quental e de um misticismo próximo da corrente da Renascença Portuguesa; o nacionalismo de Promontório sacro (1929); o erotismo vagamente orientalista das suas últimas poesias, recolhidas em Sulamite (1945).
Como referenciar: Cândido Guerreiro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-15 10:39:00]. Disponível na Internet: