Capitólio

Construído entre 1793 e 1827 em Capitol Hill com a função de albergar os representantes do poder legislativo na cidade de Washington, o Capitólio simbolizava plenamente a jovem república americana. O estilo neoclássico do edifício e as formas gregas expressavam igualmente o ideal democrático americano, baseando-se a sua conceção nas repúblicas da Antiguidade. A primeira pedra foi lançada em setembro de 1793 por George Washington.
Vários arquitetos trabalharam nesta grandiosa obra. A ala norte foi concebida por William Thornton e a ala sul, bem como a conceção dos interiores, foram da responsabilidade de Benjamin Latrobe. Parte do edifício foi concluído por Bulfinch em 1827. A partir de 1850, Thomas Ustick Walter interveio também no edifício, com a construção das alas e da cúpula coroada com uma figura da Liberdade. Por insistência do presidente Lincoln, os trabalhos de ampliação, levados a cabo por Walter, não foram interrompidos durante a Guerra Civil Americana.
A fachada apresenta três pórticos e o acesso ao interior do edifício efetua-se pelo central. O interior apresenta-se abundantemente decorado com estátuas, relevos e pinturas alusivas à história dos Estados Unidos e aos seus presidentes.
Na planta baixa estão situadas as salas dos comités, restaurantes e armazéns. Para as salas do Senado e da Câmara dos Representantes, Latrobe adotou planos semi-circulares e uma rotunda de união das duas alas do edifício. Toda a sua monumentalidade reside no efeito que produz o conjunto de grandes colunas e paredes lisas, nas escadarias e na cúpula que pretende imitar as grandes cúpulas da catedral de São Paulo em Londres e do Panteão de Roma.
Como referenciar: Porto Editora – Capitólio na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-06-24 22:08:42]. Disponível em