carboquímica

A carboquímica, também designada por química do carvão, consiste no conjunto de processos e respetivos produtos nos quais o carvão (hulha e lignite) é a matéria-prima. Estes processos incluem: os processos de desgaseificação que compreendem a coquização (produção de coque, fabrico de gás) e a destilação a baixa temperatura. Os produtos obtidos são chamados derivados do carvão (alcatrão, amoníaco, benzeno e gás); os processos de hidrogenação (processo Fischer-Tropsch e processo Bergius), nos quais os derivados do carvão sofrem uma transformação posterior; os processos de gaseificação, nos quais se obtêm gases (gás de gasogénio, gás de água, gás de síntese), que são utilizados em parte como combustíveis e em parte destinados à hidrogenação e outras sínteses; os processos de extração mediante os quais se pode extrair do carvão alguns produtos utilizando solventes.
As técnicas compreendidas sob a designação de química do carvão recebem frequentemente o nome de refinação do carvão. A química do carvão constitui, juntamente com a petroquímica, a base mais importante da grande indústria química.
Como referenciar: Porto Editora – carboquímica na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-26 18:47:54]. Disponível em