Carlo Maderna

Arquiteto italiano, Carlo Maderna, ou Maderno, nasceu em 1556, em Capolago, lago de Lugano, e morreu em 1629, em Roma. Tendo sido iniciado na arte da arquitetura pelo seu tio Domenico Fontana, trabalhou inicialmente como estucador. Em 1600 começou a produzir trabalho de arquiteto completando o seu primeiro trabalho, a fachada da Igreja de Sta. Susana, por volta de 1603. O seu trabalho foi de imediato notado e durante o pontificado de Paulo V (1605-1621) tornou-se arquiteto oficial do Vaticano sendo encarregado por este de continuar a construção da Catedral de São Pedro. Em consonância com as novas proposições da contra reforma, Maderno prolonga a nave central, alterando assim o edifício original de planta em cruz grega projetado por Michelangelo, que passa a possuir um sentido longitudinal em forma de cruz latina do tipo das igrejas medievais.
Maderna atingiu um grande prestígio em Roma sendo considerado um dos principais introdutores da arquitetura barroca. No entanto apenas um edifício lhe pode ser inteiramente atribuído, a Igreja de Sta Maria da Vitória (1608-1620), pois todas as suas outras realizações ou foram complementos de obras já iniciadas ou foram continuadas após a sua morte e consequentemente muito alteradas, nomeadamente por Bernini o arquiteto que o sucedeu no Vaticano e que completou o palácio Barberini iniciado por Maderna.
Como referenciar: Carlo Maderna in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-24 05:42:55]. Disponível na Internet: