Carlos César

Ator e encenador português nascido em 1943 e falecido em 2001. Foi um dos fundadores do Teatro de Animação de Setúbal (TAS), grupo que atingiu algum prestígio e contribuiu para a descentralização do teatro português. Contudo, o ator só conseguiu ganhar notoriedade através da televisão, especialmente devido ao papel do corrupto Mariano em Vila Faia (1983). Foi presença constante em telenovelas como Vidas de Sal (1996), Os Lobos (1998) e Jardins Proibidos (2001). Também fez cinema, contando no seu currículo títulos como O Barão de Altamira (1986), Aqui D'el Rei (1992) e Afirma Pereira (1996). No TAS, onde exerceu as funções de diretor até à sua morte, encenou e protagonizou peças como Arsénico e Rendas Velhas (1990), Falar Verdade a Mentir (1999) e Quem Tem Medo de Virginia Woolf ? (2000). Morreu no Hospital da Universidade de Coimbra a 10 de janeiro de 2001, vítima de complicações cardíacas, depois de se ter sentido mal quando se deslocava de automóvel para o Porto.
Como referenciar: Carlos César in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 16:46:47]. Disponível na Internet: