Artigos de apoio

Carlos Sousa
Piloto de automóveis português, Carlos Alberto Cabral Sousa nasceu a 16 de janeiro de 1966, em Almada, onde ficou a residir. Apesar de licenciado em Arquitetura, foi no mundo do desporto automóvel que se destacou, nomeadamente a nível de provas de todo-o-terreno (TT). Aos 23 anos, Carlos Sousa estreou-se na modalidade, participando no troféu UMM, marca de jipes fabricados em Portugal. Logo no ano seguinte, ficou em segundo neste troféu, para em 1991 ser terceiro. Em 1992, aconteceu o seu primeiro grande triunfo, pois venceu o Troféu UMM e ainda a Taça Diesel. Para além disso, foi segundo no Troféu Nacional de TT.
As aptidões de Carlos Sousa levaram a que fosse contratado como piloto de testes da Nissan em 1993, tendo participado no desenvolvimento da pick-up de competição.
No entanto, no ano seguinte mudou para a Mitsubishi, marca com a qual iniciou uma longa relação de trabalho, recheada de bons resultados. Assim, em 1995, ao volante de um Pajero, sagrou-se campeão nacional de todo-o-terreno da categoria T1 (a segunda mais importante), tendo ainda sido o vencedor em T1 na Baja Portugal 1000. Esta prova faz parte do calendário internacional.
O ano de 1996 ficou marcado pela estreia de Carlos Sousa no Dakar, a mais importante prova de todo-o-terreno no Mundo. Ao volante de um Mitsubishi Pajero T1 ficou em 12.º lugar na classificação geral. Ainda nesse ano, repetiu o triunfo no "Nacional" de T1. No ano seguinte, voltou ao Dakar, onde foi 10.º da geral e vencedor da categoria T1. Nesse mesmo ano, começou a desenvolver para a Mitsubishi a pick-up Strada, que viria a estrear no Dakar de 1998 com um 17.º lugar.
Em 1999, Sousa foi pela primeira vez campeão nacional absoluto de TT, tendo ainda vencido a Baja Telecel 1000, prova disputada em Portugal que integrou o calendário da Taça do Mundo de TT. Sousa já corria nesta altura com uma Mitsubishi Strakar.
Em 2000, desistiu no Dakar na sequência de um aparatoso acidente, mas antes já tinha vencido duas etapas da prova, feito inédito para um piloto português. O ano de 2001 voltou a abrir em grande com mais duas vitórias em etapas e o 5.º lugar da geral no Dakar. Para além disso, foi ainda campeão nacional absoluto de TT. O 5.º lugar no Dakar e a vitória no Nacional foram feitos que repetiu no ano seguinte, tendo ainda vencido a Baja Vodafone 1000.
Em outubro de 2003, meses depois de ter alcançado a melhor classificação de sempre de um português no Dakar (classificou-se em 4.º lugar ao volante de uma Mitsubishi Strakar), tornou-se campeão do mundo de TT ao terminar em 4.º lugar a última prova da Taça do Mundo FIA de Ralis Todo-o-Terreno, no Dubai.
Como referenciar: Carlos Sousa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-12-12 00:58:47]. Disponível na Internet: