Carrilho da Graça

João Luís Carrilho da Graça, arquiteto português, nasceu em Portalegre em 1952 e formou-se pela Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa em 1977. Desenvolvendo uma arquitetura com referências ao movimento moderno, desde as primeiras obras suscitou atenção nacional e internacional. O seu projeto para um conjunto de habitação social para Alter do Chão (1977-94) esteve presente na XIII Biennale de Paris -1985 e, desde aí, participa em diversas exposições e conferências. Em 1990 é nomeado para o prestigiado prémio Mies van der Rohe, pelo projeto do Centro Regional de Segurança Social de Portalegre (em colaboração com Gonçalo Byrne e João Paciência). Em 1992 recebe o Prémio Secil de Arquitetura pelo projeto da Escola Superior de Comunicação de Lisboa. Embora ainda não muito numerosa, a sua obra inclui vários outros edifícios de grande valor, tais como a Piscina Municipal de Campo Maior, (1985-90, com Carlos Miguel Dias), a Pousada no Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa, Crato (1992) ou o Pavilhão do Conhecimento dos Mares para a exposição mundial de Lisboa (EXPO'98).
Carrilho da Graça é professor em várias universidades portuguesas e colabora com diversas instituições internacionais. Em 2008 ganhou o Prémio Pessoa, sendo o segundo arquiteto, depois de Eduardo Souto Moura, a ser agraciado com este galardão.

Como referenciar: Carrilho da Graça in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-22 05:21:02]. Disponível na Internet: