Carter Brown

Escritor australiano, Carter Brown nasceu a 1 de agosto de 1923, em Londres, com o nome Allan Geoffrey Yates. Estudou em Essex e, de 1942 a 1946 serviu na Marinha Real Britânica como tenente. Após o final da Segunda Guerra Mundial trabalhou durante dois anos como operador de som na Gaumont-British Films.
Em 1948 mudou-se para a Austrália e, no mesmo ano, tomou a cidadania australiana. Antes de se dedicar inteiramente à escrita, Yates trabalhou como vendedor em Sydney e como relações públicas na companhia de aviação Qantas Empire Airways. Em 1953 deu início à sua carreira como romancista policial, utilizando o pseudónimo Carter Brown, com Vénus Unarmed. Só nesse mesmo ano publicaria mais sete romances, The Mermaid Murmurs Murder, The Lady Is Chased, The Frame Is Beautiful, entre outros. Em 1958 publicou um romance com o seu próprio nome, The Cold Dark Hours e, em 1966, começaram a aparecer os seus primeiros romances assinados com o pseudónimo Caroline Farr.
Repletos de cadáveres, mulheres ricas e deslumbrantes, de ação rápida e encadeamento desconcertante, os romances de Carter foram perdendo, ao longo dos anos, muita da sua popularidade inicial. Se os cerca de cento e cinquenta romances, publicados entre 1953 e 1968 com o pseudónimo Carter Brown, venderam centenas de milhões de cópias, o mesmo não se pode dizer dos policiais aparecidos a partir da década de 70. A partir dessa altura, as cenas de sexo descritas nos seus livros foram-se tornando gradualmente mais explícitas, o que parece não ter agradado de sobremaneira aos leitores. Os últimos romances de Carter Brown apareceram nos princípios da década de 80. São, contudo, relembrados especialmente pela erudição discreta que o autor demonstra, ao citar poetas famosos e subverter os seus versos com retoques de ironia, com o desenrolar da ação. Algumas das personagens que criou foram dignas de reconhecimento, sobretudo Al Wheeler, um tenente da polícia que desvenda os crimes de forma requintada, e Mavis Seidliz, uma detetive que utiliza os seus atributos femininos para resolver os seus casos.
Faleceu a 5 de maio de 1985.
Como referenciar: Carter Brown in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-24 02:28:48]. Disponível na Internet: