Casuarináceas

Família de plantas dicotiledóneas que se distribuem por quatro géneros e cerca de 70 espécies. É constituída por arbustos e árvores. As espécies desta família são monoicas ou dioicas.
As Casuarináceas (Casuarinaceae) são oriundas do sueste da Ásia, Austrália e ilhas do sueste do Pacífico, e naturalizadas em regiões costeiras tropicais e subtropicais da América e África.
As raízes são geralmente providas de nódulos de bactérias fixadoras de azoto. Os caules apresentam entrenós curtos e ramos verdes e delgados. As folhas são escamiformes, verticiladas e sem estípulas.
As flores são de pequeno tamanho, unissexuais, regulares e bracteadas. As flores masculinas agrupam-se em espigas terminais que se situam na periferia da copa. Cada flor é constituída por um estame rodeado por quatro hastes. As flores femininas agrupam-se em inflorescências de aspeto ovoide ou cónico. Possuem dois carpelos soldados, ovário súpero, e, geralmente, tem dois óvulos por lóculo. Não têm nectários.
Os frutos são aquénios providos de asas que se agrupam em infrutescências, morfologicamente assemelham-se às pinhas dos pinheiros mas são de muito menor tamanho.
Algumas espécies são utilizadas para a obtenção de madeira, outras como ornamento, fixadoras de dunas e barreiras corta-vento. As espécies mais vulgares na Península Ibérica são a Casuarina cunninghamiana e a Casuarina stricta. Ambas as espécies têm o nome vulgar de casuarina.
Como referenciar: Casuarináceas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 23:17:00]. Disponível na Internet: