Artigos de apoio

Cecil Beaton
Fotógrafo inglês, Cecil Beaton nasceu em 1904, em Londres, e faleceu em 1980, em Broadchalk, no condado de Wiltshire em Inglaterra. Celebrizou-se em três grandes áreas: fotografia de moda, fotojornalismo e retrato. Todavia, foi essencialmente nesta última área que Beaton se tornou famoso.
O interesse pela fotografia manifestou-se cedo quando em adolescente Cecil Beaton fotografava as suas irmãs, luxuosamente vestidas, em ambientes encenados. Nessa época, os retratos de Beaton demonstravam já uma característica que iria perdurar em toda a sua obra: os seus retratos são caracterizados, não tanto pela ênfase do retratado, mas pela relevância que este assume no contexto e na composição da fotografia.
A sua primeira exposição, realizada em Londres, foi um sucesso que o levou a assinar um contrato com a revista Vogue, onde trabalhou como fotógrafo de moda até aos anos 50. Na década de 30 realizou em Hollywood uma série de retratos de estrelas de cinema em cenários peculiares, deslocando-as por vezes da aura própria do star system.
Em 1937 tornou-se o fotógrafo oficial da Família Real inglesa e, por nomeação do ministério inglês da informação, tornou-se correspondente de guerra durante o confronto mundial de 1939-45.
A influência da guerra foi notória nos seus retratos, que se tornaram menos sumptuosos mas mais frios e diretos.
Nos anos 50 a direção da Vogue rescindiu o contrato com Beaton, levando-o a encetar uma carreira independente e a dedicar-se a uma outra atividade, a criação de cenários para teatro e cinema.
A aceitação de Cecil Beaton como membro da Royal Photographic Society de Londres em 1964 e a exposição na Kodak Gallery em 1974 consagraram definitivamente a vida e obra deste fotógrafo.
Como referenciar: Cecil Beaton in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-04-23 20:51:47]. Disponível na Internet: