Chade

Geografia
País da África Central. Estendendo-se do deserto do Sara até zonas de savana, o país tem uma área de 1 284 000 km2. Faz fronteira com a Líbia, a norte; o Sudão, a leste; a República Centro-Africana, a sul; os Camarões e a Nigéria, a sudoeste, e o Níger, a oeste. As maiores cidades são Ndjamena, a capital, com 617 800 habitantes (2004), Moundou (130 600 hab.), Bongor (23 800 hab.), Sarh (87 800 hab.), Abéché (63 600 hab.) e Doba (20 800 hab.)Todos estes dados são de 2004. Ao longo do território há uma grande variação climática. A vegetação reflete a variação climática: da savana que se desenvolve a sul passa-se à estepe, que progressivamente dá lugar ao deserto de areia, onde a vegetação só surge nos oásis quando existem lençóis de água mais superficiais. As espécies animais existentes (elefantes, leões, leopardos e chitas) encontram-se nas áreas mais húmidas.
Clima
O clima é tropical húmido no Sul do país, passando progressivamente a tropical seco à medida que se caminha mais para norte. Na região central, o clima é semidesértico e, no Norte, é caracterizado por uma grande aridez (deserto do Sara).
Economia
A agricultura constitui a base económica do Chade. A escassez de solo arável, aliada à irregularidade e à insuficiência das precipitações, torna muito precária esta atividade, pelo que são frequentes as crises alimentares no país. As principais produções agrícolas são a cana-de-açúcar, a mandioca, o inhame, o amendoim, o milho, o algodão, a batata-doce, a tâmara e o arroz. Com exceção do algodão, que constitui a principal exportação do país, a produção agrícola destina-se ao consumo interno. A criação de gado tem bastante importância, mas a falta de pastagens condiciona o seu desenvolvimento, pelo que o excesso de pastoreio contribui para a desertificação dos solos. Os principais parceiros comerciais do Chade são a França, Portugal, os Camarões e a Alemanha.
Indicador ambiental: sem dados (1999).
População
A população é de 9 944 201 habitantes (2006), o que corresponde a uma densidade populacional de 8 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 45,73%o e 16,38%o (2006). A esperança média de vida é de 47,52 anos. O valor do Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,376 e o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) é de 0,366 (2001). As etnias mais importantes são a Bagirmi, a árabe sudanesa, a Teda, a Mbum, a Masalit, a Tama e a Mubi. A religião maioritária é a muçulmana, seguida pela cristã e, por último, pelas crenças tradicionais. As línguas oficiais são o árabe e o francês, mas grande parte da população fala os dialetos africanos.
História
A França iniciou a ocupação do território no final do século XIX. Depois de alcançada a independência em 1960, o país viveu períodos de grande instabilidade interna e chegou mesmo a entrar em guerra com a Líbia. Entre 1982 e 1995, o Chade viveu uma época de terror. A luta pelo poder esteve na origem de sucessivos massacres, fazendo milhares de mortos e de refugiados. Em 1995, a ação dos sindicatos e das associações de defesa dos direitos do Homem conseguiu devolver a paz ao país. Atualmente o país vive um regime político transitório em que o primeiro-ministro governa com uma assembleia legislativa.
Como referenciar: Porto Editora – Chade na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-11-27 03:30:24]. Disponível em