Chiang Kai-shek

General chinês, Chiang Kai-shek nasceu em 1887, na China.
As suas tendências nacionalistas levaram-no a juntar-se ao partido que estava no poder, o Kuomintang, então liderado por Sun Yat Sen que tinha conseguido destronar a Dinastia Manchu. Depois da morte daquele, em 1925, Chiang Kai-shek tornou-se seu sucessor.
A China encontrava-se dividida, e o general Shek decidiu levar a cabo uma tentativa brutal de unificação do país. Foi em 1926 que pôs à prova a sua estratégia militar, lançando uma ofensiva a que chamou "Expedição ao Norte". Pelo meio, as tropas nacionalistas encontraram um opositor, o Exército Vermelho de Mao Tsé-Tung. Mas Chiang Kai-shek cercou as forças comunistas e, na sequência da Expedição, o partido nacionalista tomou conta das cidades chinesas de Hankou, Shangai e Nanjing. O sucesso desta ofensiva contou com a ajuda dos Comunistas Chineses, mas, em 1927, Chiang mudou de opinião sobre os seus aliados e decidiu iniciar uma longa guerra civil contra os Comunistas. Em 1928 o governo nacionalista passou a estar sediado em Nanjing.
Depois de terem invadido a Manchúria, em 1937 os japoneses atacaram a China em todas as frentes. Para lhes resistir, o general Chiang Kai-shek uniu-se ao seu maior opositor, Mao Tse Tung, assinando uma aliança que, em 1945, permitiu derrotar o Japão.
Após esta vitória, a rivalidade entre os dois políticos e militares reacendeu-se porque o general não quis dividir o poder com os comunistas. Em 1949 reiniciou-se a guerra civil chinesa. Chiang Kai-shek tinha do seu lado os americanos, mas Mao Tse Tung contou com o apoio dos russos, e conseguiu fazer com que o chefe do governo se retirasse para Taiwan.
Uma vez ali, o general reorganizou, com a ajuda dos EUA, as suas forças militares e, em 1950, tornou-se presidente da China Nacionalista (Taiwan), instituindo limitadas políticas democráticas reformistas.
Chiang Kai-shek continuou a prometer a reconquista da região principal da China, mas a sua posição militar enfraqueceu quando Taiwan foi, em 1972, expulsa das Nações Unidas em prol da China Comunista.
O general nacionalista morreu em 1975, e pouco tempo depois, Taiwan tornou-se completamente independente da China.
Como referenciar: Chiang Kai-shek in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-04 10:37:04]. Disponível na Internet: