Chris Rea

Cantor rock inglês nascido a 4 de março de 1951, em Middlesbrough. Em 1973, o cantor ocupa o lugar de David Coverdale (de saída para os Deep Purple) na banda Magdalene.
Ainda com uma posição muito discreta nas tabelas de vendas, os Magdalene mudaram o nome da banda para The Beautiful Losers em 1975, ano em que também venceram o Prémio de Banda Revelação atribuído pelo jornal Melody Maker. Em 1979, a solo depois de abandonar os Magdalene (que tardavam em se afirmar), a canção "Fool (If You Think it's Over)", incluída no álbum Whatever Happened to Benny Santini?, foi nomeada para o Grammy nos EUA, mas ficou-se apenas pela nomeação.
Em 1980, edita o álbum Tennis, o primeiro inteiramente composto por Rea, passando os dois anos que se seguiram em digressão pelo Reino Unido, tendo continuado a compor canções regularmente, mas a dedicar bastante mais tempo aos concertos do que ao trabalho de estúdio. Em 1987, o músico editou o álbum On the Beach, onde foi incluído o seu maior êxito de sempre, e por si composto, intitulado "Let's Dance", que acabou por ser o principal responsável pela revitalização da carreira de Rea, que parecia então levantar novos voos.
Em 1991, o álbum Auberge chegou ao topo da tabela de vendas britânica na semana de lançamento, alcançando rapidamente a fasquia da platina. Dois anos depois Rea aceita um desafio diferente dos que até então lhe tinham surgido, ao compor a banda sonora para o filme Soft Top, Hard Shoulder.
Depois de se ter debatido com alguns problemas de saúde, Rea foi obrigado a abrandar o ritmo acelerado das digressões em 1995, voltando ao ativo no ano seguinte. No entanto, em 2000 o músico teve de adiar nova digressão por ordens do médico. Em 2002, editou o álbum Dancing down the stony road. No ano seguinte, o cantor editou, exclusivamente na Alemanha, o disco Stony Road, uma edição especial do álbum anterior, com 1 CD e um DVD com o making of. Em 2004 surgiu The Blue Juke Box, numa edição limitada, com um quadro de Edward Hopper a servir de capa. A sonoridade deste disco revela influências do jazz, dos blues e regista a presença de guitarras melancólicas, bem características de Chris Rea.
Como referenciar: Chris Rea in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-21 17:50:24]. Disponível na Internet: