cicloalcanos

Os cicloalcanos, também designados por hidrocarbonetos alicíclicos, consistem em qualquer hidrocarboneto cíclico saturado contendo um anel de átomos de carbono ligados por ligações simples. Estes possuem a fórmula geral CnH2n, sendo n o número de átomos de carbono.
Para designar os cicloalcanos antepõe-se o prefixo ciclo ao nome do alcano de cadeia aberta com o mesmo número de átomos de carbono que o anel do cicloalcano. Campos substituintes que haja no anel (grupos alquilo, halogéneos) são designados e a respetiva posição indicada por números. Atribui-se a posição 1 a um determinado átomo de carbono e numeram-se os outros procedendo quer no sentido direto quer no sentido retrógrado. Deve proceder-se de maneira a obter a combinação de números mais baixa. Por uma questão de comodidade, representam-se, frequentemente, os anéis alifáticos por figuras geométricas simples: um triângulo para o ciclopropano, um quadrado para o ciclobutano, um pentágono para o ciclopentano, um hexágono para o ciclo-hexano e assim sucessivamente.
A preparação dos cicloalcanos a partir de outros compostos alifáticos faz-se, em geral, em duas fases: transformação de determinado composto ou compostos de cadeia aberta num composto cíclico; este processo designa-se por ciclização; transformação do composto cíclico assim obtido no composto que se pretende.
Com exceção de certos casos, muito importantes e de grande interesse, os cicloalcanos apresentam as mesmas reações que os correspondentes hidrocarbonetos de cadeia aberta. As principais reações dos cicloalcanos são as de substituição de radical.
Como referenciar: cicloalcanos in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-21 13:57:27]. Disponível na Internet: