Ciperáceas

Família de monocotiledóneas que se distribui por cerca de 100 géneros e 4500 espécies. As plantas desta família são principalmente ervas anuais ou perenes, geralmente rizomatosas. Os caules são simples, roliços ou trigonais, sem nós distintos.
As Ciperáceas (Cyperaceae) têm uma área de dispersão muito grande, encontrando-se sobretudo em solos pantanosos e ácidos.
As folhas são alternas, paralelinérveas, com uma bainha que abraça, mais ou menos, o caule. Possuem margens soldadas (bainha fechada) ou livres (bainha aberta). O limbo das folhas é mais ou menos desenvolvido, por vezes ausente. Não têm estípulas. As flores são nuas, ou com um perianto sepaloide rudimentar, unissexuais, ou hermafroditas, e dispostas na axila de uma bráctea, que se designa gluma. Formam espiguetas uniflorais ou pluriflorais, agrupando-se em inflorescências tipo espiga, capítulo, cacho ou panícula. O androceu é constituído por um ou três estames com antenas basifixas. O estilete é simples com a parte basal por vezes engrossada. O gineceu possui dois ou três carpelos fundidos. O ovário é ínfero, com um óvulo.
O fruto é, geralmente, um aquénio.
Como exemplo de espécies desta família, podem citar-se: Cyperus papyrus, da África tropical, que era utilizado no fabrico de papel; Cyperus lacustris, conhecido por junça-das-areias; Scirpus lacustris, conhecido por bunho; Cyperus rotundus, conhecido por junça-aromática, entre outras.
Como referenciar: Ciperáceas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 04:25:26]. Disponível na Internet: