cisne (zoologia)

Designação das aves da família dos Anatídeos. São aves estilizadas revestidas de uma plumagem muito pouco frequente nas aves selvagens. Nem todos os cisnes são brancos, existe o cisne-negro na Austrália, na América do Sul existe um cisne branco com o pescoço negro. Estas duas espécies, com as três do hemisfério norte, abrangem a totalidade dos cisnes do mundo. Os mais conhecidos dos cisnes brancos é o cisne-mudo (Cygnus olor) assim denominado pelo facto de não emitir sons e vive nos lagos dos parques e nalguns rios e lagos da Europa. No estado selvagem este cisne encontra-se na Dinamarca, sul da Suécia, Polónia e sul da Rússia. A sua alimentação é na sua maioria à base de vegetais, contudo também se alimenta de plantas da margem e pequenos animais aquáticos. Em adulto é de cor branca. O bico é alaranjado, o pescoço é arqueado e o bico está orientado para baixo. As patas são negras.
O seu comprimento total varia entre os 145 e 155 centímetros, com um comprimento de asa de 540 a 622 milímetros, uma envergadura de 216 a 236 centímetros. O seu peso varia entre os 10 e 23 quilos. O acasalamento ocorre no outono - inverno e a criação ocorre na primavera. Os casais permanecem juntos toda a vida. Macho e fêmea transportam materiais para o ninho que acaba por ser constituído por uma grande massa de matéria vegetal no meio de juncos, numa ilhota, na margem de um lago ou junto de um rio ou ribeiro. A postura é de cinco a sete ovos que são incubados pela fêmea durante 5 semanas, tendo sempre presente a vigilância do macho. As crias quando nascem são de cor parda com o bico cor de carne e patas cinzentas. Nos primeiros dias são alimentados pelos pais.
Aos 4, 5 meses já podem voar e ao fim de cerca de um ano tornam-se completamente brancos. A sua maturidade reprodutora é conseguida entre os 3 e 4 anos.
Os outros cisnes, cisne-bravo-europeu (Cygnus cygnus) e o cisne-pequeno (Cygnus bewickii), têm uma vida semelhante ao do cisne-mudo.
Como referenciar: cisne (zoologia) in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-12 14:54:52]. Disponível na Internet: