clítico

Termo atribuído a uma palavra de reduzida dimensão, fonologica e sintaticamente dependente de um verbo ao qual se subordina. O clítico depende assim fonologicamente do verbo, na medida em que, não possuindo acento principal, ou seja, sendo átono, se subordina à estrutura silábica da palavra à qual se acopla (ex: <disse-o>, <mostra-me>). O clítico depende ainda sintaticamente do verbo, porque constitui um complemento verbal, designadamente um complemento objeto direto ou um complemento objeto indireto.
Em português europeu são considerados clíticos os pronomes reflexos e os pronomes pessoais átonos com função de objeto direto e de objeto indireto, definidos como proclíticos (antes do verbo - <não a viu>), mesoclíticos (no meio do verbo – <vê-la-ei>) e enclíticos (depois do verbo - <viu-a>), consoante a vizinhança sintática com que ocorram. No português do Brasil, por seu lado, a posição dos clíticos está reduzida à próclise (<Eu lhe vi ontem tomando um chôpe>).
Como referenciar: Porto Editora – clítico na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-01-28 17:25:28]. Disponível em