Coleman Hawkins

Saxofonista tenor norte-americano, conhecido também por "Bean", nasceu a 21 de novembro de 1904, em Saint Joseph, no Estado de Missouri, nos Estados Unidos da América.
Começou desde cedo a aprender saxofone e, aos 16 anos, foi para Nova Iorque acompanhar a cantora Mamie Smith, na Jazz Hounds. Entre 1923 e 1934, tocou num dos mais importantes conjuntos musicais, a Fletcher Henderson Orchestra, tornando-se numa das estrelas do grupo a partir de 1929. Em 1934, partiu para a Europa, onde permaneceu durante cinco anos, encantando os europeus e realizando diversas gravações com músicos europeus. Com a iminência da guerra, Hawkins regressou aos EUA, em 1939, gravando um dos seus primeiros grandes sucessos Body and Soul (1939), no qual demonstrou a sua grande qualidade de improvisador.
Apesar da sua formação clássica, baseada no jazz de Nova Orleães, Hawkins tornou-se, a partir dos anos 40, num dos músicos mais avançados em estruturas harmónicas em relação a qualquer outro solista de jazz ou mesmo em relação à nova influência musical, o bebop, desenvolvida por Dizzie Gillespie e Charlie Parker. Em 1944, gravou com vários músicos, como Max Roach, Gillespie, Don Byas e Teddy Wilson. Na década de 50, participou na Jazz At The Philarmonic do produtor Norman Granz, realizou algumas gravações sem acompanhamento e, durante os anos 50 e 60, liderou vários grupos de jazz, revelando a sua genialidade e modernidade musical. Em meados dos anos 60 e até à sua morte, o músico começou a entrar em decadência física, o que provocou uma redução no seu virtuosismo musical.
Hawinks é considerado o "pai" do saxofone tenor moderno pela sua invulgar utilização como solista e pelo percurso vanguardista que testemunhou numa era em que dominava o bebop e o swing. As sonoridades musicais do seu instrumento transmitiam não só a intensidade e dramatismo em temas mais rápidos, como também a serenidade e meditação em baladas mais lentas. Como excelente improvisador, o saxofonista conseguia apresentar um discurso musical fluente e de fértil imaginação.
Coleman Hawkins faleceu a 19 de maio de 1969, em Nova Iorque.

Como referenciar: Coleman Hawkins in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-25 12:52:33]. Disponível na Internet: