Colin Firth

Ator inglês, Colin Firth nasceu a 10 de setembro de 1960, em Grayshott, Hampshire.
Teve a sua primeira pequena experiência de representação ainda criança numa peça da sua escola. Mais tarde, frequentou o Centro de Representação em Chalk Farm, onde acabou por ser descoberto enquanto representava o papel de Hamlet. Profissionalmente, pisou o palco pela primeira vez na peça Another Country, no West End de Londres, facto que levou em 1984 a ser escolhido para participar na adaptação da peça ao cinema e que acabou por ser a sua estreia no grande ecrã. Teve depois pequenas aparições noutros filmes e, em 1989, protagonizou Valmont, de Milos Forman, a adaptação da obra de Choderlos de Laclos, onde representou o papel do Visconde de Valmont, ao lado de Annette Bening e Meg Tilly. Ainda em 1989, fez o papel de Robert Lawrence no filme para televisão Tumbledown, que lhe granjeou o prémio de Melhor Ator da Sociedade de Televisão e uma nomeação para o BAFTA. Seguiram-se outros filmes menores e, em 1995, voltou a ser nomeado para o BAFTA pela sua interpretação como Mr. Darcy na mini-série Pride and Prejudice. No mesmo ano, participou no filme Circle of Friends (Circulo de Amigos) e, no ano seguinte, chamou a atenção dos críticos ao representar o papel de marido traído e vingativo de Kristin Scott Thomas em The English Patient (O Paciente Inglês), do realizador Anthony Minghella, ao lado de Ralph Fiennes, Juliette Binoche e Willem Dafoe. Em 1997, atua em Fever Pitch e em A Thousand Acres (Amigas e Rivais), onde contracena com Jessica Lange e Michelle Pfeiffer. Em 1998, desempenhou o papel do cómico Lord interessado em casar com Gwyneth Paltrow na comédia romântica Shakespeare in Love (A Paixão de Shakespeare), de John Madden. No ano seguinte, representou em My Life So Far, a história sobre uma família disfuncional. Seguiu-se a curta-metragem cómica Blakadder Back & Forth (1999), onde representou o papel de William Shakespeare e, em 2001, atuou na comédia de sucesso Bridget Jone's Diary (O Diário de Bridget Jones), ao lado de Renée Zelwegger e Hugh Grant, por cuja atuação foi nomeado para o seu terceiro BAFTA. No mesmo ano, entrou em Conspiracy (Conspiração) e, no ano seguinte, fez de Jack na comédia The Importance of Being Earnest (A Importância de Ser Ernesto), numa adaptação da obra de Oscar Wilde, ao lado de Rupert Everett. 2003 foi um ano de muito trabalho, tendo integrado o elenco de quatro filmes: Hope Springs; What a Girl Wants; Girl with a Pearl Earring (Rapariga com Brinco de Pérola), onde representa o papel do pintor Johannes Vermeer que se apaixona perdidamente pela sua criada (papel que coube a Scarlett Johansson); e por último, Love Actually (O Amor Acontece), uma comédia romântica de Richard Curtis que segue a vida de oito casais. Em 2004, fez de namorado de Bridget Jones na sequela Bridget Jones: The Edge of Reason (O Novo Diário de Bridget Jones).
Como referenciar: Colin Firth in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 15:52:05]. Disponível na Internet: