Colobíneos

Subfamília pertencente aos Cercopitecídeos, denominada Colobinae. São macacos que desenvolveram ao máximo os mecanismos digestivos para sobreviverem nas copas das árvores, mesmo nas regiões e nas épocas onde desaparecem completamente os frutos, os rebentos tenros e os pequenos animais que completam a alimentação de quase todos os símios. Os Colobíneos possuem grandes estômagos em forma de saco alongado, nos quais se percebe uma evolução convergente com os ruminantes, no sentido de poderem armazenar e digerir grande quantidades de vegetais mais ou menos fibrosos. Esta adaptação permite que os Colobíneos se alimentem de folhas.
Os exemplares do género Colobus não possuem dedo polegar ou têm-no muito curto o que, contudo, não impede a sua deslocação ágil pelas árvores. Vivem nas copas das árvores e raramente descem ao solo. Quando se sentem ameaçados, deslocam-se muito rapidamente de copa para copa. Todo o bando segue o mesmo caminho, correndo uns atrás dos outros servindo-se dos mesmos ramos.
Há três grupos de Colobíneos: brancos, negros e vermelhos. Todos os colobíneos do género Cobolo vivem nas florestas da África tropical e subtropical. O Colobus satanas inteiramente negro e de pelo curto, o Colobus caudatus de cara negra enquadrado por barba branca e cauda branca e o Colobo badius de pelo curto e avermelhado são exemplos de colobos africanos.
Na selva asiática encontram-se os langures, de aspeto esbelto e ágil, bem dotados para a deslocação na ramagem das árvores. Os langures vivem em grupos sociais bem organizados nos bosques da Índia. Os langures são maiores e mais pesados que os colobos.
Como referenciar: Colobíneos in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-20 13:16:38]. Disponível na Internet: