comportamentos

Do ponto de vista psicológico, e numa aceção mais geral, este termo designa a conduta que um indivíduo apresenta face a um determinado estímulo, ou seja, e por outras palavras, é o modo de reagir de um sujeito em determinadas circunstâncias.
Em sentido restrito, esta reação é sempre motivada. Contudo, hoje em dia reconhece-se e atribui-se, no âmbito das Ciências Sociais (incluindo da própria Psicologia), uma maior amplitude de significados a este conceito.
Pode definir-se o comportamento como o procedimento humano no que ele tem de mais exterior e visível e de mais observável. O comportamento corresponde à ação do indivíduo sobre o mundo exterior, nomeadamente sobre as coisas e sobre os outros homens. Pode tratar-se, na perspetiva de Virton (1979, Os dinamismos sociais. Lisboa: Moraes Editores), de um gesto, uma palavra, um sinal, ou da sua ausência, desde que essa ausência tenha um significado. O comportamento humano é um conjunto de operações fisiológicas, motoras, verbais, mentais, nas quais o indivíduo faz agir o seu corpo (cérebro, músculos, língua, etc.), o que assume determinados significados em virtude de o Homem viver em sociedade e ser dotado de uma determinada cultura. O comportamento humano reflete elementos inerentes à personalidade do indivíduo (como, por exemplo, modelos psicológicos de temperamento, de carácter ou de emoção), mas também componentes sociais de comportamento que o Homem partilha com outros indivíduos. Se os indivíduos, apesar da sua individualidade e de serem diferentes, não se comportassem como os outros preveem que o façam (pelo menos em determinadas circunstâncias), então a vida social tornar-se-ia totalmente impossível.
O contexto social geral influencia fortemente e é influenciado pelo comportamento individual, apesar de ter também uma especificidade própria. Há, por um lado, uma relação complexa e profunda entre o funcionamento psicológico humano individual, e, por outro, os processos e os acontecimentos sociais que dão origem a este funcionamento e são originados por ele. Ou seja, há uma interação constante entre as estruturas sociais inerentes ao funcionamento da sociedade global e as reações individuais que de forma superficial determinam o comportamento humano. A sociedade, na sua constituição, é atravessada por múltiplas formas de inter-relações que se entrecruzam. O indivíduo situa-se num emaranhado de interdependências, no interior do qual encontra uma margem de escolha individual, embora condicionada e sujeita a limites. O comportamento resulta de forma global e conjugada de todos os fatores que intervieram na constituição da personalidade do sujeito em situação.
Em sentido amplo, pode falar-se de comportamentos coletivos que resultam de uma espécie de unidade de atitudes, sentimentos e motivações, de carácter mais ou menos regular, partilhada por uma pluralidade de indivíduos e grupos humanos. Em termos sintéticos, os comportamentos coletivos podem ser concebidos como todas as maneiras de agir em comum que podem ser observadas em grupos humanos.
Como referenciar: comportamentos in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-03 12:59:33]. Disponível na Internet: