comuna

O termo comuna designou em Portugal da Idade Média os grupos de muçulmanos e judeus que viviam à parte do resto da população, em alfamas (ou mourarias) e judiarias e em bairros diferenciados das cidades quando fossem em número superior a dez.

Estas comunas tinham organização própria e um regente, o "alcaide dos mouros" e o "arrabi", respetivamente, e foram-se extinguindo as que constavam de elementos que não se quiseram batizar, conforme ordenou o rei D. Manuel I.

Noutros países, como a França, a comuna estava ligada à ascensão da burguesia no seio das cidades, de forma a conseguirem maior autonomia dos senhores feudais e reis em termos jurídicos, comerciais, de segurança e de isenção de impostos. Havia inclusivamente uma lista de compromissos assumidos por estas comunas perante o rei e eram concedidos privilégios à organização comunal
.


Como referenciar: Porto Editora – comuna na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-21 05:50:05]. Disponível em