condor

Ave de rapina americana da família dos Catartídeos, com mais de três metros de envergadura. Uma das espécies vive nos Andes (Vulter guyphus) e a outra, em vias de extinção (Gymnogyps californianus), vive nas montanhas do sul da Califórnia. Este tipo de abutre, outrora muito abundante, está agora reduzido a uma população a viver em cativeiro que em 1974 estava reduzida a 17 indivíduos. O condor só tem crias de dois em dois anos levando de cinco a sete anos a atingir a maturidade sexual.
Os condores são aves grandes, necrófagas, de montanhas, onde percorrem vastas áreas à procura de alimento. O comprimento do condor dos Andes é de cerca de 90 centímetros. Tem uma envergadura de 3 metros, o que o torna uma das maiores aves voadoras do mundo.
O condor possui na cabeça calva uma bolsa que pode ser inflada no pescoço. As patas são muito grandes, com longos dedos e garras, mas demasiado fracas para matar presas vivas. As asas têm uma mancha branca.
Como tem dificuldade em levantar voo e ganhar altura, no tempo quente e sem ventos ou nos dias frios e muito ventosos fica pousado. Quando não procura alimentos, passa longos períodos ociosos a tratar das penas no local de descanso.
O ninho é construído no chão, numa saliência rochosa ou numa caverna onde só é posto um ovo.
Como referenciar: Porto Editora – condor na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-26 02:59:36]. Disponível em