cone e cilindro de revolução

O cone e o cilindro são sólidos geométricos cujas superfícies não são todas planas, integrando-se, por isso, no grupo dos chamados sólidos não poliedros.
Se imaginarmos um retângulo que roda em torno de um dos seus lados até dar uma volta completa (daí o termo revolução) podemos "ver" que ele gera um sólido com duas superfícies planas paralelas com a forma de círculos e unidas entre si por uma superfície curva. A este sólido assim formado dá-se o nome de cilindro de revolução. O lado do retângulo em torno do qual este roda é designado por eixo do cilindro. O lado oposto a este gera a superfície lateral do cilindro e, por esse facto, recebe o nome de geratriz.
Se, em vez de um retângulo, supusermos que um triângulo retângulo roda em torno de um dos seus catetos até dar uma volta completa, neste caso é gerado um sólido chamado cone de revolução. O cateto em torno do qual roda o triângulo é o eixo do cone que é perpendicular à superfície gerada pelo outro cateto e que é a base do cone. A hipotenusa gera a superfície lateral e recebe, por isso, o nome de geratriz.
Como referenciar: cone e cilindro de revolução in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-09 05:43:36]. Disponível na Internet: