Conferência de Potsdam

A Conferência de Potsdam realizou-se em julho de 1945, entre o presidente Harry Truman dos EUA, o primeiro-ministro Clement Attlee do Reino Unido e o marechal José Estaline, presidente da URSS. Destinou-se a fixar a política a seguir para com a Alemanha vencida na Segunda Guerra Mundial, a lançar os fundamentos da paz futura na Europa e no mundo, e a resolver todas as dificuldades provocadas pela guerra, terminada apenas a 7 de maio desse mesmo ano. A Conferência teve lugar em Potsdam, por esta cidade ser considerada o centro simbólico do militarismo e da agressividade prussiana, com o que se quis demonstrar o fim desses valores.
O acordo de Potsdam tinha como objetivos a formação de um Conselho de Organização e Controlo, composto pelos ministros dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, União Soviética, França, China e Estados Unidos, que teria como função estudar e propor os textos dos tratados de paz com a Itália, a Roménia, a Bulgária, a Hungria e a Finlândia, além da própria Alemanha. Pretendia ainda dar ao povo germânico a oportunidade de retomar a sua vida em bases democráticas e pacíficas, e banir toda a legislação nazi discriminatória quanto a raça, crença religiosa e opinião política. Ficou determinado que a Alemanha perderia todos os territórios conquistados antes e durante a guerra. Os comandantes-chefes das quatro principais nações aliadas passariam a controlar, cada um, uma zona definida da Alemanha, cabendo à União Soviética a parte oriental e aos Estados Unidos, França e Inglaterra a parte ocidental. Esta divisão daria origem, passados escassos anos, às duas Alemanhas (RFA e RDA).
Procedeu-se, também, ao completo desarmamento da Alemanha. Foram extintas todas as forças germânicas de terra, mar e ar, bem como as SS, SA e Gestapo. As associações de veteranos de guerra, as juventudes militarizadas e os clubes e associações para-militares foram também extintos.
A União Soviética apropriar-se-ia, para si e para a Polónia, da produção e dos equipamentos militares da zona que lhe foi entregue. Receberia ainda 15% da produção excedente da zona ocidental e mais 10% do seu equipamento industrial, ao mesmo tempo que renunciava ao seu ouro que fora capturado pelas nações ocidentais.
Como referenciar: Conferência de Potsdam in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-25 17:03:24]. Disponível na Internet: