conformidade

Como resultado da socialização, a conformidade reflete a interiorização de regras e a sua partilha com os outros. Os indivíduos tendem a agir em conformidade com as expectativas do grupo a que pertencem. Para a grande parte dos autores, a conformidade social apenas existe devido à pressão de grupo. Agimos em conformidade com as regras porque aceitamos a sua legitimidade e porque a isso somos incentivados pela aprovação e recompensa obtidas das outras pessoas.
Vários psicólogos sociais (por exemplo: Allport, 1924; Sherif, 1935; Asch, 1952; Crutchfield, 1955) estudaram em situação experimental os efeitos da pressão de grupo nas situações em que o grupo não é permanente e em que os seus membros não se conhecem. Concluiram que o grau de conformidade depende de diversas variáveis, como o prestígio atribuído ao grupo, o nível de ambiguidade dos seus postulados e o tamanho do grupo. A psicologia social distingue dois tipos de conformidade: aquela em que os membros do grupo acreditam nas opiniões do grupo e as interiorizam e aquela em que a concordância é apenas externa.
Como referenciar: conformidade in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-25 06:11:18]. Disponível na Internet: