conteira

Designação vulgar de plantas herbáceas do género Hedychium e da família das Zingiberáceas.
A conteira Hedychium gardnerianum é uma planta vivaz, com rizoma, de caules aéreos, simples e folhosos, que podem atingir os 2 m de altura. As folhas são alternas e apresentam uma comprida bainha invaginante. O limbo é oblongo-lanceolado, glabro na página inferior. As flores agrupam-se em espigas multiflorais terminais e com brácteas, cujo tamanho varia entre os 3 e 5 centímetros. São flores aromáticas, hermafroditas e irregulares. O perianto diferencia-se em cálice, tubuloso, e corola, amarelada e em forma de tubo. O ovário é ínfero e trilocular. O fruto é uma cápsula globosa.
A Hedychium gardnerianum é muito abundante em locais húmidos. São plantas oriundas dos Himalaias e adaptadas nos Açores. Existe em todas as ilhas do arquipélago dos Açores exceto na ilha do Corvo. É considerada uma infestante muito agressiva, sendo a maior ameaça para a vegetação espontânea que forma a Laurisilva, que se encontra degradada ou a descoberto. É, no entanto, uma planta ornamental muito atraente que existe em muitos jardins europeus.
Esta espécie é também comummente designada por choupa, roca-de-velha e roca-de-Vénus.
São também conhecidas por conteira as espécies Abrus precatorius, da família das Fabáceas, a Canna indica, da família das Canáceas e a Melia azedarach, da família das Meliáceas.
Como referenciar: conteira in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-01-27 14:48:18]. Disponível na Internet: