Conwy Lloyd Morgan

Psicólogo e zoólogo inglês, Conwy Lloyd Morgan nasceu a 6 de fevereiro de 1852 na cidade de Londres, Inglaterra. É reconhecido como sendo o fundador da psicologia comparativa. Os seus estudos de observação dos animais em ambientes naturais foram bastante relevantes na época.
Foi educado numa escola de minas com a intenção paternal de seguir a carreira de engenheiro de minas, mas acabou por se interessar por biologia através da oportunidade que teve em conhecer Thomas Huxley. Este foi uma grande influência na sua opção por estudar no Royal College of Science. Huxley foi professor de Ciência Física no Colégio Diocesano em Rondebosh, África do Sul, de 1878 a 1884. Em 1884, Morgan foi nomeado professor de Geologia e Zoologia na Universidade de Bristol, mantendo o cargo até ao fim da sua carreira profissional.
Nos seus estudos sobre psicologia animal descreveu sempre o comportamento animal em termos objetivos e rigorosos, de forma a evitar ideias de antropomorfismo, erros comuns cometidos por alguns investigadores. Não teve em conta a evolução mental do homem nos seus estudos e aplicou aquilo a que ele próprio chamou de "princípio da parcimónia". Este princípio explicava a ideia de que em caso algum se deve interpretar uma ação como o resultado de um exercício fruto de uma faculdade física superior, ou seja, de um processo mental complexo, se se puder interpretar como o resultado de um exercício que fica num nível inferior da escala psicológica. Isto é, um comportamento animal deve ser visto como um reflexo ou um condicionamento antes de ser interpretado como resultante de uma atividade nervosa complexa. Em 1894 foi o primeiro psicólogo a descrever a aprendizagem animal por tentativa e erro em ambiente natural e também em laboratório. Neste mesmo ano escreveu An Introduction to Comparative Psychology e foi aceite como membro da Royal Society, o primeiro a ser eleito pela sua investigação em psicologia.
Após a sua reforma como professor na Universidade de Bristol, Morgan dedicou-se a questões mais filosóficas e metafísicas. Nesta sua fase escreveu mais dois livros Emergent Evolution (1923), e Life, Mind and Spirit (1926).
Morgan morreu a 6 de março de 1936 em Hastings, Sussex, em Inglaterra.

Como referenciar: Conwy Lloyd Morgan in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-10 22:03:24]. Disponível na Internet: