costela-de-adão

Designação de plantas monocotiledóneas do género Monstera e da família das Aráceas que se distribui em todo o globo por 110 géneros e cerca de 1000 espécies.
A costela-de-adão, Monstera deliciosa, originária do México e do Panamá, é cultivada nas regiões temperadas e tropicais. É uma planta trepadora que pode ultrapassar os 20 metros, com caules glabros, rígidos, fibrosos e emitindo robustas raízes adventícias.
As folhas são persistentes, alternas, de limbo com 90 centímetros por 80 centímetros, muito perfurado, apresentando orifícios oblongos ou elípticos dispostos em uma ou quatro séries de cada lado da nervura média. O pecíolo pode atingir o comprimento de 90 centímetros. A bainha em geral seca rapidamente e desaparece. A inflorescência é um espádice comprido que pode atingir os 25 centímetros de comprimento e os 3 centímetros de largura. Origina, ao amadurecer, uma infrutescência intumescida, de cor creme e aromática. Em estufa, podem observar-se duas épocas de floração, uma de outubro a janeiro e outra de abril a maio.
Como referenciar: Porto Editora – costela-de-adão na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-19 23:16:37]. Disponível em