Cruz Filipe

Artista plástico português, Ricardo José Minotti da Cruz Filipe nasceu em 1934, em Lisboa, onde se licenciou em Engenharia Civil consagrando a sua vida profissional à indústria elétrica. Iniciou a sua atividade artística em 1955 como pintor autodidata e expôs individualmente pela primeira vez em 1957.
A sua pintura figurativa evoluiu lentamente para uma valorização da superfície do suporte, em composições que foram retalhando o espaço. No final dos anos sessenta, as suas pinturas eram, essencialmente, constituídas por arranjos de figuras recortadas, sem volume, quase meras silhuetas esparsas na bidimensionalidade. Se a sobreposição das figuras e o seu escalonamento na vertical sugerem imediatamente a profundidade espacial, o artista traz, porém, os fundos para o primeiro plano, não apenas para negar o volume, mas principalmente para afirmar uma espécie de escrita de imagens. Esta escrita vai tornar se mais explícita a partir do início dos anos setenta com uma técnica que utiliza telas fotossensíveis. Cruz Filipe faz, em primeiro lugar, pequenas montagens de fotografias e de reproduções. Depois, projeta essas montagens nas telas. Finalmente, trata cromaticamente essa imagem fotograficamente fixada.
À pintura de Cruz Filipe seria aplicável a célebre fórmula de Man Ray: "Eu fotografo o que não quero pintar e pinto o que não consigo fotografar". A pintura de Cruz Filipe configura, assim, um imaginário dramatizado de multiplicação/divisão de olhares e de pontos de vista, de tempos e de memórias que a técnica, por si, deixa entrever.

Como referenciar: Cruz Filipe in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-16 00:43:22]. Disponível na Internet: