ctenóforo

O tipo dos ctenóforos é composto por pouco menos de 100 espécies de animais marinhos nadadores, de corpo gelatinoso e transparente que, embora presentes em todos os oceanos, são mais frequentes nos oceanos de águas de temperatura mais elevada.
Apresentam certas semelhanças com as medusas, tendo sido inicialmente classificados nos cnidários, mas possuem características estruturais e biológicas que os distinguem. Têm o corpo geralmente com oito séries externas de lâminas com pectina. Só uma espécie, Haeckelia rubra, possui nematocistos em algumas regiões dos seus tentáculos mas com função diferente da dos cnidários.
A maior parte dos ctenóforos são animais planctónicos que se encontram nas águas superficiais mas alguns vivem em diferentes profundidades, tendo já sido encontrados à profundidade de 3000 metros. O género mais significativo é o género Cestum (Cinturão de Vénus) - constituído por indivíduos achatados lateralmente e com um comprimento que pode atingir 1 metro - que nada por ondulações do corpo. O género Beröe é um grupo diferente de ctenóforos que possui uma grande boca mas não tem tentáculos. Os ctenóforos do género Ctenoplana são os menos comuns e deslocam-se arrastando-se pelo fundo.
A generalidade dos ctenóforos descansa verticalmente. Como são maus nadadores, as correntes marinhas ou marés ajudam a concentrar os ctenóforos em grande número.
Na obscuridade, emitem luminiscência nas zonas por baixo das lâminas pectinadas.
Alimentam-se de pequenos seres animais planctónicos, incluindo copépodes, larvas de crustáceos e de moluscos, ovos de peixes, etc.
Os ctenóforos são monoicos e tanto os óvulos como os espermatozoides formam-se na camada endodérmica dos tubos digestivos debaixo das lâminas pectinadas. Os óvulos são expulsos pela boca e a fecundação ocorre na água.
No tipo dos ctenóforos incluem-se duas classes, os tentaculados, com tentáculos, e os nudicténios, sem tentáculos e com o corpo em forma de saco.
Como referenciar: ctenóforo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-21 06:03:55]. Disponível na Internet: