Cuenca

Cuenca é a cidade espanhola que corresponde à capital da província com o mesmo nome e está incluída na Comunidade Autónoma de Castilha-La Mancha. Situa-se no extremo ocidental do sistema ibérico, possui uma população de 47 500 habitantes (2004) e foi declarada Património da Humanidade pela UNESCO em 1996.
A cidade foi fundada pelos Romanos e então denominada "Conca"; foi posteriormente ocupada pelos Árabes e em 1177 conquistada por Alfonso III. Na parte antiga as ruas são tortuosas e as casas apresentam um desenvolvimento em altura, em virtude das características do relevo em que se encontra implantada esta área da cidade. As famosas Casas Colgad são resultado do acentuado declive do terreno e constituem uma das principais atrações turísticas localizadas no vale do Huécar. A zona nova apresenta uma planta do tipo ortogonal.
Os monumentos mais importantes da cidade são a catedral, construída em estilo gótico; as igrejas de San Miguel e de San Nicolás; o Convento de San Pablo; o castelo, que é uma fortaleza árabe do século X; o edifício do Ayuntamiento, de estilo barroco; o Palácio Episcopal e a Torre de Mangana. Relativamente a museus, os mais significativos são o de Cuenca e o de Arte Abstrata.
A economia da cidade assenta em atividades desenvolvidas no setor terciário, nomeadamente administrativas e comerciais. As indústrias são escassas, sendo as da madeira, a do mobiliário e a da produção de farinhas as mais significativas.
Como referenciar: Cuenca in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-17 18:29:58]. Disponível na Internet: