Cyrix

Fundada em 1988, a Cyrix Corporation foi um dos líderes na produção de processadores de alta performance destinados à indústria dos computadores pessoais.
Antes da sua fundação a Cyrix, tal como a AMD, produzia, sob licença, processadores x86 para a Intel durante os anos dos processadores 80286 e 80386. Depois da era dos 80386, a Cyrix decidiu construir os seus próprios processadores e assim surgiu o Cyrix 486.
A Cyrix Corporation foi pioneira na conceção de processadores da família x86 ao adotar designs inteligentes. Desde o primeiro processador 486 até ao 6 x 86 e seguintes, o design dos Cyrix foi inovador excedendo todos os requisitos de compatibilidade. Foi com a introdução do Cyrix 486 DX-4 que a Cyrix decidiu adotar o seu próprio sistema de definição de processadores e assim atribuiu o nome Cyrix 5 x 86 ao seu chip 486. Esta convenção, em relação aos nomes dos processadores, continuou com a introdução, em 1995, do seu processador da quinta geração chamado Cyrix 6 x 86. Este processador batia em rapidez qualquer outro x86 da sua geração, todavia, apresentava vários problemas de compatibilidade e de aquecimento.
No verão de 1997 a Cyrix Corporation lançou o seu 6 x 86 MX, que já incorporava as 57 novas instruções MMX da Intel presentes no seu processador 6 x 86.
Os processadores Cyrix foram usados em computadores pessoais de vários fabricantes tais como: Acer, Apple, AST, Compaq, Epson, Fujitsu/ICL, IBM entre outros. Um dos principais motivos dos fabricantes na adoção da marca Cyrix para equipar as suas máquinas deveu-se, também, ao custo inferior dos seus processadores comparativamente com os da Intel. Este fator fazia baixar o preço final de um PC, pelo que o tornava num produto competitivo num mercado cada vez mais apertado.
No final de 1997 a Cyrix Corporation foi incorporada no gigante americano National Semiconductor. Esta aquisição fez terminar o acordo de fornecimento de processadores à IBM, o que por sua vez conduziu à retirada dos PCs IBM equipados com processadores Cyrix 6 x 86 e 6 x 86 MX. Esta quebra de acordo permitiu que a IBM vendesse os processadores Cyrix. Devido a este facto, e já incorporada na National Semiconductor, a Cyrix rebatizou os seus 6 x 86 MX de Cyrix MII.
A Cyrix continuou a desenvolver o seu conceito de 'computador num chip' e assim surgiu o processador Cyrix Media GX, que veio de encontro ao desejo de entrar no mercado emergente das Set Top Boxes e PCs abaixo dos 750 Euros.
No verão de 1999, a National Semiconductor decidiu vender ou fechar a subsidiária Cyrix. Afortunadamente, a Cyrix foi comprada pela empresa de Taiwan VIA. O nome Cyrix continuou a ser usada nos chips da VIA com a marca VIA Cyrix III.

Como referenciar: Cyrix in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-19 14:16:27]. Disponível na Internet: