D. Constança Manuel

Infanta de Castela, filha de D. Constança de Aragão e do duque da localidade castelhana de Penafiel, D. João Manuel, D. Constança Manuel terá nascido em 1320 e falecido em 1345. Foi casada com o infante D. Pedro - que seria o futuro rei D. Pedro I, o Cruel (também cognominado o Justiceiro, o Bravo ou o Vingativo). Por alturas do seu casamento, D. Afonso IV, pai de D. Pedro, doou-lhe Viseu, Alenquer e Montemor-o-Novo.
D. Pedro (que somente seria rei em 1357) casou-se com D. Constança por procuração a 28 de fevereiro de 1336, em Évora. No entanto D. Constança só chegou a Portugal a 7 de julho de 1340, pois Afonso XI de Castela, a quem estava prometida, reteve-a prisioneira na povoação castelhana de Toro. Este facto originou uma guerra que terminou com a vitória de Portugal e a vinda de D. Constança. Como dama de companhia trouxe Inês de Castro, uma fidalga galega, pela qual D. Pedro se apaixonou e da qual acabaria por ter quatro filhos. D. Constança apercebeu-se da atração do marido pela dama galega e para impedir que alguma ligação surgisse entre eles pediu a Inês de Castro para ser madrinha de D. Luís, seu segundo filho. Assim, além da condenação do adultério pelo Direito Canónico, havia também o impedimento da ligação carnal entre compadres, unidos por laços de sangue. No entanto, a morte de D. Luís, uma semana depois, deitaria por terra estes planos.
D. Pedro e D. Constança tiveram três filhos: D. Maria, nascida a 6 de abril de 1342 em Évora, que se casou em 1354 com D. Fernando de Aragão e morreu depois de 1363 em Aveiro, sendo sepultada no Mosteiro de Santa Clara em Coimbra; D. Luís, afilhado de Inês de Castro e que morreu uma semana depois de ter nascido, em 1344; e D. Fernando (futuro rei D. Fernando I), nascido em Coimbra a 1 de outubro de 1345 e falecido em 1383.
D. Constança morreu em 1345 (alguns advogam a data de 1349), pouco tempo após o nascimento do seu último filho. O seu túmulo encontra-se no Museu do Carmo, em Lisboa.
Como referenciar: D. Constança Manuel in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-12 21:08:43]. Disponível na Internet: