D. Francisco Xavier de Meneses

Historiador, crítico e orador português, quarto conde da Ericeira, nascido em 1674 e falecido em 1743, promoveu as Conferências discretas e eruditas (1696) que defendiam a renovação cultural da época, interessando-se por problemas filosóficos, científicos e históricos. Em 1717, com o fim das Conferências, fundou a Academia Portuguesa, precursora da Academia Real da História (1720) e remodelou, em 1718, a Academia dos Generosos. No século XVIII foi um dos pimeiros a guiar-se pela doutrina iluminista, influenciado pelo padre Rafael Bluteau, quer a nível literário, quer em termos práticos. Assim, admirou Voltaire, traduziu a Arte Poética, de Boileau (1697), defendeu um conceito utilitário de cultura e, como membro da Academia de Roma, reagiu contra o marinismo e manifestou o seu gosto pela simplicidade. Aconselhou algumas reformas pedagógicas e interessou-se ainda pelos problemas do desenvolvimento industrial; divulgou noções de mecânica celeste e terrestre e as classificações naturalistas.
Como referenciar: D. Francisco Xavier de Meneses in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-07 19:41:05]. Disponível na Internet: