D. Jaime ou a Dominação de Castela

Nesta segunda edição "correta e aumentada", de 1862, Tomás Ribeiro inclui um prólogo da sua autoria, sob a forma de uma carta dirigida a Teixeira de Vasconcelos e José Feliciano de Castilho, onde alude à polémica gerada em torno da sua obra e se defende das críticas recebidas, afirmando: "É-me favorável a maioria da imprensa das duas nações em que se fala a nossa língua. Tenho recebido dum e doutro país, permiti-me dizê-lo, que não é para me engrandecer, mas para me justificar, muitas e honrosíssimas cartas dos mais eminentes e conspícuos juízes em matérias literárias."
Como referenciar: Porto Editora – D. Jaime ou a Dominação de Castela na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-01-26 08:33:10]. Disponível em