D. José de Bragança

Este príncipe e duque de Bragança (o 14.º), filho de D. Maria I e de D. Pedro III, nasceu em Lisboa a 20 de agosto de 1761. O seu nome completo era José Francisco Xavier de Paula Domingos António Agostinho Anastácio. O escritor João dos Santos Sousa e Basto escreveu, por ocasião do seu nascimento, uma pequena obra intitulada Portentosos agouros no augusto, felicíssimo e suspirado nascimento do sereníssimo sr. D. José, príncipe da Beira...oferecido a seu...pai, o sr. Infante D. Pedro. Foi comendador das Ordens de Cristo, de Avis e Santiago, para além de cavaleiro do Tosão de Ouro (em Espanha).
Da sua educação se encarregou o marquês de Pombal, indicando como principal mestre D. Frei Manuel do Cenáculo. A 21 de novembro de 1777 casou com a tia, D. Maria Francisca Benedita, da qual não teve descendência.
Morreu a 11 de setembro de 1788 em Lisboa, o que afetou gravemente a saúde mental da mãe.
Um outro D. José de Bragança fora um dos filhos de D. João V (um dos "meninos de Palhavã", irmão do rei D. José I), nascido em 8 de novembro de 1720 e falecido durante o reinado de D. Maria, pouco depois desta ter subido ao trono, em data incerta. Foi nomeado inquisidor geral em 1758, mas com poderes limitados pelo Marquês de Pombal, com quem teve várias diatribes e desinteligências, chegando mesmo a esbofeteá-lo.
Um outro D. José de Bragança viveu no século XVIII, desta feita um arcebispo de Braga (de 1739-41 até à morte), nascido en 6 de maio de 1703 e desaparecido em 3 de junho de 1756.
Como referenciar: Porto Editora – D. José de Bragança na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-06-14 03:26:54]. Disponível em