D. Leonor Teles

Filha de Martim Afonso Telo de Menezes e Aldonça de Vasconcelos, e sobrinha de D. João Afonso de Menezes, Conde de Barcelos, D. Leonor Teles nasceu na região de Trás-os-Montes por volta de 1350 e faleceu em Tordesilhas em 1386. Foi rainha de Portugal entre 1372 e 1383, pelo seu casamento com D. Fernando.
Ainda nova, casou com João Lourenço da Cunha, de quem teve um filho. Mais tarde travou-se de amores por D. Fernando, que conseguiu obter a anulação do casamento de Leonor Teles invocando razões de parentesco. O povo reagiu perante esta situação, manifestando-se contra o casamento do rei com Leonor Teles, mas D. Fernando reprimiu violentamente os protestos e casou secretamente no Mosteiro de Leça do Balio, em maio de 1372. No ano seguinte nascia D. Beatriz, que casaria mais tarde com o rei D. João I de Castela.
Leonor Teles sempre procurou eliminar todos os obstáculos que pudessem interferir nos seus planos, incluindo a sua irmã, Maria Teles. Quando, em 1383, morreu D. Fernando, Leonor Teles assumiu a regência e passou a viver com o Conde Andeiro, João Fernandes Andeiro, um fidalgo galego que o povo acusava de ser seu amante já em vida de D. Fernando. Quando Leonor Teles, a pedido do rei de Castela, mandou proceder à aclamação de D. Beatriz e do marido como rei de Portugal, o povo revoltou-se, sendo acompanhado por alguns nobres e pela burguesia.
Tal revolta levou ao assassínio do Conde Andeiro e à fuga de Leonor Teles para Castela. Mas mesmo em Castela ela teve problemas com o genro, D. João I, que a mandou internar no Mosteiro de Tordesilhas, perto de Valladolid, onde viria a falecer.
Como referenciar: D. Leonor Teles in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-25 04:24:24]. Disponível na Internet: